Dez lugares para visitar na Mooca, meu!

Roteiro SPXP traz dicas sobre o mais italiano dos bairros de São Paulo


A Mooca é o bairro mais italiano de São Paulo. Apesar disso, seu nome tem origem indígena. Há duas versões para essa história. Uma diz ser Moo, de construção e Oca de casas, e teria sido denominado por um índio que viu o bairro começar a ser povoado em 1556. O mesmo nome Mooca também teria significado para “Casa de Parente”. Origens à parte, o roteiro SPXP traz dez dicas para aproveitar o melhor da cultura gastronômica desse reduto italiano regado a vinho, massas, pizza e muita história. Mangia que che fa benne!


MEMORIAL DO IMIGRANTE

O Museu da Imigração existe para preservar toda a história das pessoas que chegaram ao Brasil por meio da Hospedaria de Imigrantes, como os italianos. No espaço, além da exposição permanente: “Migrar: experiências, memórias e identidades”, é possível visitar o jardim, que tem cerca de 2.900 m², com várias espécies de plantas e árvores centenárias — algumas com mais de meio século de existência. O espaço segue temporariamente fechado por conta das medidas de combate e prevenção ao COVID-19, porém é possível acompanhar a programação de lives pelo canal do museu no Youtube.


Rua Visconde de Parnaíba, 1316 – Mooca



NOS TRILHOS E PASSEIO DE MARIA FUMAÇA

O Nos Trilhos é um local no coração da Mooca, onde trens do início do século XX são restaurados, com o intuito de valorizar o patrimônio e a preservar a história das ferrovias de São Paulo. Lá ainda funciona um projeto para desenvolver arte e cultura. Para se ter uma ideia, no local há uma Maria Fumaça de 1922, que ainda funciona, e o passeio, um trajeto de aproximadamente 20 minutos, proporciona aos passageiros o conhecimento sobre a história e as práticas das antigas viagens de trem, além de remeter à chegada dos italianos ao bairro.


Rua Visconde de Parnaíba, 1253 – Mooca


JUVENTUS

Símbolo da imigração italiana, o Clube Atlético Juventus, fundado em 1924, é um complexo esportivo de cerca de 80 mil metros quadrados. Até quem não é sócio do clube pode aproveitar as facilidades que o espaço oferece, como piscina, sauna e academia de ginástica, mediante a taxa de R$ 50,00. Ainda é possível fazer uma visita monitorada para conhecer as dependências do clube e o Estádio Conde Rodolfo Crespi. O passeio é gratuito. 


Rua Comendador Roberto Ugolini, 20 - Parque da Mooca


IGREJA DE SAN GENNARO

Claro que a Mooca teria o seu santo de devoção: San Gennaro, ou São Januário, em português. O dia do padroeiro é celebrado em 19 de setembro e, para a comemoração, o lugar ideal é Igreja de San Gennaro, fundada no bairro em 1914. A grande festa é realizada há 47 anos e se tornou um dos eventos de rua mais populares de São Paulo, fazendo parte do calendário oficial da cidade. Este ano, as delícias da festa foram entregues e o evento rolou em formato delivery.


Rua da Mooca, 950 - Mooca


A PIZZA DA MOOCA

Para falar de Mooca, temos que falar de comida. E que tal uma pizza? Inaugurada em 2011, a Pizza da Mooca é pequena, descolada e tem um belo forno a lenha à vista. A casa aposta na receita napolitana de borda grossa e massas de longa fermentação, indo na contramão dos estabelecimentos tradicionais da Mooca. São pizzas individuais feitas para se comer com as mãos.


Rua Guaimbé, 439 - Mooca


DON CARLINI

História e gastronomia se encontram no Don Carlini. Instalado em um casarão dos anos 50, desde 1985, o restaurante vende suas massas de fabricação própria, trazendo opções diversificadas de pratos típicos napolitanos. Entre os mais pedidos, o spaguetti al gamberi, feito com camarões, pimentões verdes e vermelhos puxados no alho e óleo.


Rua Dona Ana Néri, 265 - Mooca

 

CONFEITARIA DI CUNTO


E a sobremesa? Tem também. Criada por um imigrante napolitano recém-chegado ao Brasil, em 1935, a Di Cunto é uma das confeitarias mais tradicionais do País. Famosa por seus sorvetes e deliciosos cannolis, a casa oferece também uma iguaria típica do sul da Itália, a sfogliatella: uma delicada massa folhada, preenchida de ricota e frutas cristalizadas. Experiência única para o paladar.


Rua Borges de Figueiredo, 61/103 - Mooca


BOX DO VINHO

Não poderia faltar um bom vinho nessa lista. O Box do Vinho é um pequeno salão de esquina com mesas na calçada e grande variedade de bebidas, em um cardápio que contempla vinhos e espumantes. Para acompanhar os rótulos da casa, a pedida é uma bela burratta, preparada com  jámon, azeite extravirgem e ervas finas. 


Rua Porto Alegre, 336 - Mooca


CASARÃO DO VINIL

Mas, nem só de pão vive o homem. Já dizia a música que “a gente não quer só comida…”. E uma curiosidade do bairro é o Casarão do Vinil: um dos melhores lugares para comprar discos em São Paulo. Também pudera, são mais de 700 mil LPs espalhados pelo imóvel, um verdadeiro casarão da década de 1940. A experiência é válida para fãs de música e é considerado um passeio alternativo até para quem não vai comprar nada. 


Rua dos Trilhos, 1212

 

Christiane Disconsi
Foto: Divulgação/Vanessa Canoso

Postagem anterior
Postagem seguinte

Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados

Fechar (esc)

Inscreva-se para saber sobre eventos e novidades

Age verification

By clicking enter you are verifying that you are old enough to consume alcohol.

Buscar

Carrinho

Seu carrinho está vazio no momento.
Comece a comprar